Vivendo como Ana

Recebi um email de aniversário da minha sogra com o seguinte versículo: O meu coração se regozija no Senhor, a minha força está exaltada no Senhor; (1 Samuel 2:1ª). Já conhecia esse versículo, mas a partir desse dia, meditei sobre ele de uma maneira diferente. Ana era estéril e seu esposo, Elcana, também era casado com outra mulher chamada Penina. Essa possuía filhos, Ana, porém, não os tinha. Creio que deve ser muito frustrante para uma mulher não poder ser mãe, mas comecei a pensar em outro aspecto dessa história. Ana teve de suportar muitas provocações de Penina por ser estéril e creio que de outras pessoas também, pois a sociedade da época recriminava e considerava amaldiçoada a mulher que não tinha filhos. A Bíblia diz que a sua rival a provocava excessivamente para a irritar (1Samuel1:6). Em outro momento, enquanto adorava o Senhor em Siló (como fazia todos os anos), o próprio sacerdote Eli pensou que Ana estivesse embriagada, pois no momento em que orava, seus lábios se moviam, mas não se ouvia voz nenhuma. Apesar do centro da história de Ana ser o milagre da vida de seu filho Samuel, eu gosto de pensar em como ela deveria se sentir pressionada pelas pessoas. Mais de dois mil anos depois, a história continua se repetindo nos dias de hoje. Quantas vezes somos indagadas pelas pessoas, não é mesmo? Se a moça é solteira, querem saber quando ela vai casar ou porque não tem namorado; se vai casar, perguntam por que vai casar tão nova; se casou e trabalha fora é porque não cuida do lar; se opta por não trabalhar fora é porque é preguiçosa… Eu poderia fazer uma lista enorme das indagações que eu já ouvi (e tenho certeza de que muitas de vocês já ouviram) e que perturbam o nosso coração. Porém, o que me conforta é saber que cada segundo, cada decisão e cada plano da minha vida são desígnios do coração do Senhor e que nenhuma indagação ou pressão que possamos sofrer aqui, pode mudar aquilo que Ele deseja pra nós. Assim, tranquila, eu quero viver como Ana, e poder dizer que o meu coração se regozija no Senhor (e com os planos d’Ele pra mim) e a minha força está exaltada no Senhor (e por isso nada a abalará)!

Deus é mais glorificado em nós quando nós estamos mais satisfeitos nele. (John Piper)

Anúncios

2 pensamentos sobre “Vivendo como Ana

  1. Ahh, a história de Ana é mesmo animadora!! O Senhor a sustentou em crises terríveis. Não sem lágrimas, não sem dor (também nos ensinando que nem sempre nossa vida é só alegria!), mas Ele ouviu o clamor dela e ela não se esqueceu do Senhor assim que conseguiu o que queria, pelo contrário, entregou Samuel para que ele servisse ao Senhor.

  2. Eh verdade, sempre tem alguém pra deixar a gente triste ou sem graça com esses comentários, mas como te disse Paula casar é bom, é muito bom e não me arrependo dessa decisão, e acredito que Deus tem abençoado grandemente você, como tem me abençoado até agora, beijão estamos todos com saudades!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s