O Primeiro Ano a Gente Nunca Esquece!

Roubo de coberta no meio da madrugada, companhia em tempo integral, divisão do guarda-roupa, da TV, do armário do banheiro, brigas por luz acesa, luz apagada, horas de dormir e acordar diferentes… Tudo isso e muito mais passam a fazer parte do primeiro ano de casamento (ou de todos os outros!).

Eu namorei por 6 anos e fiquei noiva por 1 ano e meio, num total de 7 anos e meio conhecendo o meu marido. Quando casei já sabia mais ou menos o que esperar dele. Nada de banheiro com a porta fechada ou cerimônias na hora de comer. Porém, tínhamos ainda muito para descobrir um do outro. Muitas mulheres mais velhas me alertavam quanto ao primeiro ano de casamento, diziam como era difícil a adaptação, como era complicado sair da casa dos pais e conviver com um homem e como haveriam tantos ajustes (dolorosos)  a serem feitos. Apesar do medo, decidi arriscar e casar, pensando que talvez para mim poderia ser diferente, e foi.

Mudamos de estado civil, de casa, de cidade, de país, de igreja e ainda assim não sofremos nem 10% de tudo o que estava agendado para sofrermos nesse primeiro ano. Claro que cada caso é um caso e cada casal é um casal, mas estou aqui pra dizer pra você noivinha ou recém-casada que talvez esse seja o seu caso, o caso de ser feliz demais no primeiro ano de casamento! 🙂

Para vocês terem uma ideia de quanto esse primeiro ano é importante, existe na Bíblia um versículo só pra ele: “Quando um homem for recém-casado não sairá à guerra, nem se lhe imporá encargo algum; por um ano inteiro ficará livre na sua casa para alegrar a mulher, que tomou.” Deuteronômio 24:5

E para nós assim foi esse primeiro ano, sei que não são todos que tem a oportunidade de ficar mais tranquilo nesse ano, já que estão adquirindo um imóvel ou um carro, precisam trabalhar muito para quitar os móveis e eletrodomésticos, quem sabe uma reforma e tal, mas para nós foi mais tranquilo. Meu marido trabalha em média 8 horas por dia como qualquer outro mas por ser na universidade ele tem um pouco mais de flexibilidade no horário, por isso aproveitamos para nos priorizarmos ao máximo nesse ano, que é tão significativo.

Nunca Esquece as Reponsabilidades

Muita coisa muda, a partir de agora, se você é mulher é responsável pela limpeza e manutenção da sua casa, da elaboração de cardápios e pratos, quem sabe organizar o orçamento as listas de compras e afazeres, ir até o banco e outros lugares burocráticos e se você precisa trabalhar fora ainda tem que ter disposição para estar no seu trabalho diariamente trabalhando para a glória de Deus (I Coríntios 10:31). Se você é homem precisa assumir a liderança da família, trabalhar para sustentá-los, se preocupar não apenas com o seu bem-estar mas zelar e amar a sua esposa (e filhos) e assumi-los de forma integral. Tudo isso a partir daquele sim que você disse.

Nunca Esquece as Adaptações

Claro que não é tarefa fácil. Você já falou mil vezes que quando ele acordar não precisa ficar na cama se mexendo, pode levantar e mexer no computador na sala ou que o modo certo de lavar a louça e tomar banho é fechando a torneira enquanto ensaboa, mas a outra pessoa parece que não entende né? Isso sem contar com as coisas ainda mais profundas como ele/ela combinar com os amigos de fazer alguma coisa sem consultar você ou pior ainda trazer todo mundo pra casa sem ter te avisado. É difícil entender que não estamos mais sozinhos, que agora somos um e que por isso as decisões agora precisam ser discutidas. Gastar todo o dinheiro passeando ou comprar coisas para casa? Não cabe mais só a você decidir isso.

Enfim, o casamento traz muitas mudanças para a vida de quem o escolhe e precisamos estar dispostos a elas. Aqui em casa adotamos um método mensal ou bimensal de diálogo sobre como estamos. Sentamos e anotamos num papel 2 ou 3 coisas que gostaríamos que o outro mudasse, coisas simples mas que vão nos aborrecendo. Colamos o papel no espelho do banheiro e assim sempre nos lembramos daquilo que precisamos melhorar e podemos ver como o nosso cônjuge tem melhorado. Claro, tem coisas que são da personalidade de cada um, que serão mais difíceis de serem mudadas e talvez nem mudem. Mas existem pequenos ajustes que sempre podem ser feitos com o objetivo de melhorar o relacionamento. Não custa nada levar o lixo pra fora ou respeitar a maneira que o outro tem de organizar as coisas.

Nunca Esquece as Coisas Boas

Todo mundo fala desses ajustes e adaptações que eu já citei, mas ninguém fala (e aí vem a parte super boa) de como é bom ter uma companhia em tempo integral, dormir e acordar na mesma cama, ver os mesmos programas na TV e discutir sobre eles, estudar a Bíblia juntos, orar juntos e receber oração naquele dia difícil ou quando ficamos doentes, receber mimos inesperados (ou esperados), não precisar mais se despedir domingo depois da igreja, descobrir a sexualidade e os prazeres do sexo com quem te ama de verdade, ter alguém para pegar a meia quando você está com o pé gelado e está muito frio. Tenho certeza que cada uma de nós que é casada poderia fazer a sua própria lista infinita de coisas boas no casamento ou no primeiro ano de casamento. Na verdade tudo depende de quais lentes você está usando para ver o seu casamento. Se você procurar defeitos, serão defeitos que irá encontrar! Mas se observar as coisas boas e as qualidades, serão qualidades que você terá.

Aproveitamos tudo. Desde arrumar a casa nova (que no nosso caso foram 2) até ficar até tarde vendo TV abraçadinhos. Passeamos quando pudemos, tomamos sorvete quando tínhamos dinheiro e quando não tínhamos comemos um fruta em casa ou pão com margarina, mas muito felizes por estarmos juntos. Até hoje vira e mexe me vem uma alegria enorme ao ver que estou no supermercado fazendo compras pra minha casa, pra cozinhar do jeito que eu gosto, aquilo que eu gosto. Cuidamos da saúde um do outro, tomamos banhos juntos, passeamos de mãos dadas, cozinhamos juntos, arrumamos as malas juntos e estamos sempre discutindo algum assunto. Isso enche o meu coração de alegria e gratidão a Deus por tudo o que Ele fez nesse primeiro ano de casamento. Como Ele nos ajudou e amadureceu o nosso amor e nosso relacionamento.

Só nos resta esperar que os próximos anos sejam tão bons ou ainda melhores que o primeiro!

ANEXO: Já que é o primeiro ano agente decidiu criar uma tradição: todo ano a gente vai escrever como foi o dia 30 de junho pra gente, tipo aquele livro “Um dia” do David Nicholls. Começamos pelo ano passado e ainda não escrevemos o desse ano. Compartilho com vocês o nosso dia do ano passado:  Um Dia

Anúncios

7 pensamentos sobre “O Primeiro Ano a Gente Nunca Esquece!

  1. Pedro, eles não entendem que quando a gente acorda, a gente quer carinho, atenção… hahahaha… Por isso, eles TEEEM QUE ACORDAR E DEU! HAHAHAHA

    Bruna, eu já li seu post umas 6 vezes desde que você mandou o arquivo. É engraçado, me vejo em muitos aspectos! Eu e o Jhonattan,pela graça de Deus, fomos surpreendidos nesse 1 ano de casamento também! Tínhamos certeza de que seria muito difícil, muitas pessoas nos assustaram muito. Mas, graças a Deus, Ele nos surpreendeu… nos deu boas lentes, nos deu um coração grato e misericordioso! E já vemos como melhora com o tempo! hahahaha

    E a glória é só de Deus, pq sabemos que nada de bom vem de nós!!
    Amei o post! Muito! PArabénsss pelo 1 ano de casada!
    Continuem sendo tão felizes, na Itália, no Brasil, na China, aonde Deus mandar vcs! 😀

    • Esther querida, a glória é toda de Deus e sou grata a Ele porque muitas vezes aprendi do teu relacionamento com Ele, com teus posts sobre lar, sobre misericórdia e em nossas conversas. Deus abençoe também o teu casamento e que venham muitos outros anos para nós! 🙂

  2. Fundamental é a disposição de cada um em construir um verdadeiro casamento, no qual a pessoa com quem casamos é a nossa metade mais importante, que tem prazer em dividir as coisas e prazer em curtir as coisas simples (muitas vezes grátis) da vida. E felizmente posso compartilhar com você, Bruna: estou casado a 7,5 anos, e a cada ano está melhor!! Sigam em frente porque vocês estão no caminho certo!! Um beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s