Por que precisamos educar nossos filhos? (Parte 1)

educar

Nos dias atuais temos visto uma enxurrada de decisões impositivas do Estado sobre as nossas famílias, principalmente à família cristã. Tem sido através dessas decisões que o Estado tem intencionalmente sufocado valores cristãos, valores conservadores, valores da família. Já não se pode mais disciplinar os filhos, já não podemos educar os filhos nos valores cristãos ou da maneira como pensamos ser o mais correto. Em detrimento disso, tem sido inserido na cultura e/ou através da cultura, pouco a pouco, mas com muita intensidade, valores ditos morais em relação a aceitação de tudo o que é contrário a nossa fé, ao racional. Pense no que tem sido dito sobre o que é família, sobre o que é casamento… O Estado quer nos dizer como devemos pensar, como devemos fazer isso ou aquilo E DENTRO DA NOSSA CASA, NA VIDA DAS NOSSAS FAMÍLIAS! Isso é o que não está certo! Tais pensamentos bombardeiam a vida familiar, interferem na criação dos nossos filhos, nas nossas opiniões, naquilo que antes achávamos correto e agora, depois de “entendermos” que precisamos aceitar as diferenças, por exemplo, não podemos mais ver algumas coisas dessa ou daquela forma. De um modo geral, temos uma sociedade debruçada cada vez mais em extremos, desequilibrada, sem Deus!

De um lado temos uma parte da sociedade berrando nos nossos ouvidos e nos ouvidos das nossas crianças valores confusos, valores imorais, valores anticristãos. E o que podemos fazer? Por que precisamos educar nossos filhos? Que resposta você daria a alguém que lhe fizesse tal pergunta? Como educar os filhos? Que direções a Bíblia nos revela sobre essas questões? Esse seria o outro lado e deveria ser o lado que “grita”mais.

Sinceramente seria ousadia da minha parte caso pretendesse responder a essas questões ao escrever algumas “diretrizes” de como educar filhos ou qual a importância de educá-los sem antes ter vivenciado essa experiência, mas como disse em posts anteriores (sobre rotina com os bebês), há princípios básicos, claros, racionais, bíblicos, que não necessitam de uma experiência que os coloque a prova. Esses princípios existem para que não nos percamos facilmente pelo caminho das incertezas advindas das manipulações da cultura. É FÁCIL FICARMOS CONFUSOS uma vez que não estamos convictos sobre o que agrada ao nosso Deus, e nós sabemos que praticar suas ordenanças, mandamentos também não é tarefa fácil, mas o nosso objetivo não é servir a nós mesmos, não é servir a homens, amar mais ao mundo que a Deus; pelo contrário.

Essas questões estão explícitas (ou deveriam estar) em nossas vidas se nos preocupamos com a educação dos nossos filhos, se estamos preocupados com o que estão ensinando aos nossos filhos. Aqui em casa não são raras as vezes que nos sentamos para apreciar uma refeição, e nos deparamos com essas questões sobre educação de filhos e o estado atual das coisas. É FÁCIL NOS DESESPERARMOS, e sabendo disso, percebemos que precisávamos começar a buscar um norte para a organização e zelo pela nossa família (com afinco!) através dos valores imutáveis – os valores que Deus determinou.

Sabemos que somos seres corrompidos pelo pecado e necessitamos de Deus. A correção, a disciplina é um dos meios pelo qual o próprio Deus escolheu para nos afastarmos do nosso pecado – daquilo que nos afasta do dEle – para estarmos mais perto dEle, por pura misericórdia divina. E é este o ponto do próximo post: a correção, a disciplina dos nossos filhos como meio para educá-los.

Que nós possamos cuidar das nossas famílias como um ato de gratidão, de amor a Deus. Somos mordomos do Senhor e nós cristãos devemos cuidar de tudo o que Ele nos dá, para a Sua glória.

[…] Mais importa obedecer a Deus do que aos homens (Atos 5:29)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s