Perseverança no Culto Doméstico

Se tem uma coisa que aprendi tendo uma família (na qual eu sou a auxiliar) é que o culto doméstico exige perseverança. Em outro (longo) post sobre o tema, falamos sobre o que é e como se faz o culto, bem como a sua importância para a família e a sociedade de um modo geral. Mas, sinto que é sempre tempo de voltarmos a esse tema e nos debruçarmos sobre os ensinamentos do Senhor para a forma de ensinar e glorificar a Deus em família.

family-bible-time

“Antes de concluir minha pregação a esta igreja, peço-lhes que me permitam, novamente, repetir e incutir-lhes, com sinceridade, o conselho que, com frequência, tenho dado a líderes de famílias, como pastor deles: afadiguem-se em ensinar, aconselhar e orientar seus filhos; criem-nos na disciplina e admoestação do Senhor; comecem cedo, quando ainda há oportunidade, e mantenham constante diligência em atividades desse tipo.” Jonathan Edwards

A constância é muito importante para o culto doméstico. Quanto mais o fazemos, mais sentimos desejo em fazê-lo e quanto menos o fazemos, mais distante ele fica das nossas mentes e menos necessário ele (aparentemente) se torna. A Bíblia nos ensina: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te. Também as atarás por sinal na tua mão, e te serão por frontais entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.” Deuteronômio 6:5-9

Precisamos ensinar nossos filhos diariamente e de preferência fora dos momentos de conflito. Precisamos instruí-los na verdade e isso precisa ser feito “assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te”, ou seja, diariamente e com constância.

Sproul, nos dá algumas dicas no blog Reforma 21, de passos simples para implementar e seguir o culto doméstico em casa. Eis aqui algumas delas:

1. Escolha o horário.

Aqui você deve ponderar sobre qual o melhor horário para que toda a família possa estar reunida. Esse horário pode mudar ao longo do tempo. Aqui em casa, por exemplo, geralmente fazemos o culto logo após o café da manhã. Mas já tentamos algumas vezes fazer após o jantar, por exemplo. O importante é que se encontre um horário para que todos possam estar presentes e dispostos.

2. Utilize o Catecismo.

Finalmente encontramos o “Catecismo Menor”, que contém 50 perguntas. Como não o conhecíamos, estamos aproveitando que a nossa filha ainda não completou 1 ano, para aprendermos juntos sobre as perguntas e suas respostas. Recomendo bastante o uso do catecismo, ele traz de forma básica explicações sobre a nossa fé.

3. Memorize as Escrituras.

Sinto como isso tem sido importante em minha vida. Várias vezes percebo como o Senhor me lembra de textos preciosos da Escritura, para me ajudar no dia a dia. Seja para lidar com algum obstáculo, seja para adorá-lo de forma mais correta.

4. Leia as Escrituras.

Pode ser um livro da Bíblia, que será dividido em 1 capítulo por dia, ou 1 Salmo por dia, ou uma história (fiel) daquelas para crianças. “Eu leio a história, depois eu dou meu sermão, e todos os meus sermões tem de 20 a 30 segundos de duração. Eu dou às crianças algum tipo de lição presente no texto. Eu desejo trazer do texto algo para nutrir a vida deles e a minha.” Sproul

5. Oração.

Aqui é muito importante porque diariamente durante o culto, quando meu marido me pergunta se tenho algum pedido de oração, novamente me dou conta de que dependo do Senhor para todas as coisas. Meu desejo é de que a nossa filha compreenda isso e também sinta essa mesma dependência, quando começar a compreender melhor o culto. Além disso, é (também) através da oração que podemos adorar ao Senhor e agradecê-Lo por tudo o que Ele é e faz por nós.

6. Cantar.

Confesso que esse último passo ainda está em fase de aperfeiçoamento aqui em casa. Mas é parte importante também. Certa vez ouvi um irmão na igreja dizer o quão precioso era para ele poder louvar ao Senhor no decorrer da semana, com alguma canção que ele escolhia no culto público de domingo de manhã. Fiquei pensando nisso e acho que é muito bom podermos louvar ao Senhor durante o dia com aquele cântico escolhido pela manhã. Muitas vezes em meio a obstáculos da vida diária, poderemos retornar àquele louvor.

 

Para saber mais:

http://reforma21.org/artigos/passos-simples-para-o-culto-domestico-1.html

http://reforma21.org/artigos/passos-simples-para-o-culto-domestico-2.html

http://reforma21.org/artigos/passos-simples-para-o-culto-domestico-3.html

O Ministério Fiel, disponibiliza aos cadastrados o livro “Redescobrindo o Tesouro do Culto Familiar” gratuitamente em PDF.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s