Cantares e o amor verdadeiro

Aproveitando o iminente Dia dos Namorados, nada melhor do que falar sobre o amor, e nenhum amor mais abundante do que o amor conjugal. Pouca gente sabe que na Bíblia existe um livro inteiro sobre o amor conjugal. “Seu ensino é inspirado, seu conteúdo é incomparável, suas lições são sublimes”.* No livro de Cantares, Salomão nos mostra alguns dos ingredientes de um casamento feliz. E se engana quem pensa que um relacionamento santo é pobre e sem graça, ou que o verdadeiro prazer está na “liberdade” e na vida boêmia. A verdadeira felicidade está em glorificar e conhecer a Deus e quanto mais perto um casal está do Senhor, mais sintonia e felicidade conjugal ele desfruta, porque foi Deus quem criou o casamento e nos ensina como aproveitá-lo da melhor forma.

Comecemos então com dois ingredientes: o elogio e o romantismo. Nenhum dos dois precisa ser comprado, encomendado ou reservado, então você já tem o que dar de presente ao seu cônjuge no Dia dos Namorados (e em todos os outros dias do ano)!

1950-housewife

O Elogio

“Tu és formosa, querida minha, e em ti não há defeito.” (Cantares 4:7)

Claro, a primeira coisa que vem em mente quando lemos “em ti não há defeito” é: será que esse é um elogio sincero? Existe alguém sem defeito? Claro que não existe alguém sem defeito! Porém, o amor não se concentra nas falhas da pessoa amada, mas nas suas qualidades. Nosso papel no casamento não deve ser o de identificar e relatar as falhas do nosso cônjuge, mas destacar suas virtudes.

O elogio cria pontes de contato, ou como diria Augusto Cury (sim, estou citando Augusto Cury –‘) “abre as janelas da mente”! Ele rega o relacionamento o fazendo florescer.  O elogio revitaliza a alma, tonifica os sonhos e nos faz andar com mais otimismo. Deveríamos nos apressar mias em fazer elogios do que em fazer críticas. Um cônjuge elogiado de forma sincera sente-se mais confiante e fica mais protegido das seduções.

Claro, você não precisa ficar refletindo por horas e horas para buscar encontrar um elogio inédito, profundo, sobre o mais íntimo do caráter do seu cônjuge (claro que isso é muito bom, mas não é só desses elogios que seu cônjuge precisa), um simples “você está muito bonito(a) hoje” já serve.

O Romantismo

“Arrebataste-me o coração, minha irmão, noiva minha; arrebataste-me o coração com um só dos teus                                                olhares, com uma só pérola do teu colar.” (Cantares 4:9)

O romantismo precisa estar presente, não interessa se vocês estão juntos há 1 ano ou 50. Ele dá leveza e torna o relacionamento muito mais gostoso de ser vivido, mesmo diante das dificuldades da vida. Porém, como você pode já ter percebido ele não é algo natural, ele precisa ser nutrido diariamente com palavras, gestos e atitudes nobres.  O romantismo não pode morrer no altar, aquela mesma alegria e entusiasmo que marcaram o dia do casamento de vocês devem permanecer na caminhada diária.

O marido do texto citado em Cantares demonstra em sua linguagem um grande entusiasmo, um coração arrebatado pelo olhar da sua amada e pela beleza do seu colar. Para ele, a beleza da sua amada é externa e interna. Esse marido não só observou a beleza da sua esposa, como também a proferiu em alta voz, para que ela ficasse sabendo. Maridos, falem o que sentem para as suas esposas. Falem sobre como o jantar que ela preparou está uma delícia, sobre como o novo corte de cabelo lhe caiu bem… Falem coisas boas, pois nada fere mais uma mulher do que palavras rudes. Trate com ternura e afeto a sua esposa desde o café da manhã e seja surpreendido por ela de noite!

Mas, também as esposas devem ser românticas com seu marido, e não é segredo para ninguém que os homens, geralmente, gostam dessas demonstrações de carinho no momento do sexo. Pare de dar desculpas esfarrapadas para não se interessar em estar sexualmente unida ao seu marido. Tenha inciativa e surpreenda o seu marido naquilo que ele mais aprecia. Devemos nos lembrar que o romantismo não é apenas a cereja do bolo, mas seu ingrediente mais importante, pois sem ele o casamento cai na mesmice, na rotina, no marasmo. E ninguém deseja isso, certo?

Aguardem mais dicas nas próximas semanas! 🙂

Com amor,

Bruna

*Casados e Felizes. Hernandes Dias Lopes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s