O que? Seu bebê dorme a noite inteira? (Parte 2)

Depois do sucesso do primeiro post sobre o sono do bebê, quero prosseguir com aquilo que acredito que seja o ingrediente mais importante: a rotina. Parece algo fora do contexto dos bebês, não é mesmo? Quando na verdade é o que eles mais desejam e necessitam! Ter uma rotina traz segurança ao bebê, na medida em que ele pode reconhecer as coisas que acontecem no seu dia e começar, aos poucos, a saber o que vai acontecer em seguida e como se espera que seja o seu comportamento.

Quando falo em rotina, não falo em horários militares que deverão ser seguidos à risca com pena de morte caso você se atrase. Falo apenas em uma organização, uma ideia, daquilo que é possível de ser feito durante o dia. Claro que quando a sua irmã se casar ou você for fazer uma viagem em família você não precisará sair correndo às 18h pra colocar seu bebê na cama! Existem situações em que a rotina fica de lado, para ser retomada apenas no dia seguinte.

close-up portrait of a beautiful sleeping baby on white

#Rotina Diurna

Um bom sono depende de um dia inteiro, não apenas daqueles minutos antes de ir pro berço. Dormir bem durante o dia, ajuda o bebê a dormir bem durante a noite. E brincar também é outro fator que ajuda bastante. O bebê precisa fazer suas atividades, explorar o mundo e se exercitar para que, como nós, também esteja cansado no fim do dia.

Então, procure ajustar um rotina diurna usual, com base nos horários familiares e ajuste-a segundo os sinais do bebê ou outras situações que surgirem. Essa rotina deve levar em conta os horários de dormir e acordar, horário das sonecas (que irá variar bastante a duração ao longo do primeiro ano de vida do bebê), horário das refeições e das atividades, por exemplo.

Sabemos que até os seis meses os bebês devem apenas mamar, mas é muito importante que desde cedo ele participe da rotina da família. Então, quando for tomar café da manhã, almoçar e jantar, seja apenas com seu marido, seja também com filhos maiores, coloque o seu bebê por perto. Talvez ele ainda fique apenas deitadinho no bebê conforto ou no carrinho, mas tanto você quanto ele irá se habituar a fazer as coisas juntos. Tente não fazer a hora da soneca do bebê em horários de alimentação familiar, para que ele tenha a oportunidade de estar com vocês, desfrutando desses momentos em família e aprendendo que este será um dos momentos fixos da sua rotina: horário de comer.

Além disso, as sonecas devem ser regulares. E por soneca leia-se sono de qualidade durante o dia. Cochilos de menos de 1 hora não conta; eles podem até acalmar, mas como o ciclo do sono fica incompleto, eles podem deixar o bebê mais irritado a longo prazo. Para essas sonecas os horários mais indicados são:

  • Se o bebê tira 3 sonecas: meio da manhã, início da tarde e início da noite.
  • Se o bebê tira 2 sonecas: meio da manhã e início da tarde.
  • Se o bebê tira 1 soneca: início da tarde

Essa sonecas variam a duração ao longo do primeiro ano de vida do bebê. Quando são mais novos as sonecas são mais longas, com o passar dos meses a duração diminui até que, geralmente, a soneca matinal desaparece, ficando apenas aquela do início da tarde, que não dura mais do que 2 horas.

Para fazer com que essas sonecas sejam interessantes para o bebê é importante que elas ocorram geralmente por volta do mesmo horário, levando em consideração os sinais de cansaço do bebê (cuidando para que ele não fique exausto, pois nesse caso ficará mais irritado e será mais difícil acalmá-lo para dormir). Esteja bem atenta aos sinais de cansaço do bebê e não invente de fazer mil coisas antes de colocá-lo no berço, pois isso pode torná-lo alerta e espantar o sono. Observe mais ou menos os horários que ele sente sono e tente ajustá-los ao horário que você deseja que ele durma. Às vezes será necessário um pouco de paciência e alguns dias para que você consiga ajustar esse horário. E, depois de ajustado não pense que permanecerá o mesmo pela eternidade! Geralmente essa rotina muda, na medida em que o bebê cresce e se desenvolve. Então, daqui 1 ou alguns meses será hora de (re)adaptar a rotina da soneca.

Essa rotina pode ter elementos que a sinalizem para o bebê, como a presença de um boneco de pelúcia, uma música especial que induza o sono e etc. Para bebês resistentes à soneca, a rotina pode incluir alguns movimentos relaxantes (relaxar em uma cadeira de balanço, caminhar no carrinho)ou música infantil suave. Essa rotina não precisa ser longa, mas eficaz. Pense que você deverá repeti-la todos os dias!

Com amor,

Bruna

Anúncios

Um pensamento sobre “O que? Seu bebê dorme a noite inteira? (Parte 2)

  1. Pingback: O que? Seu bebê dorme a noite inteira?! (Parte 3) | Com Amor no Lar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s